Assuntos

sexta-feira, 31 de março de 2017

JOGO 5005

PARTIDA NUM.: 5005
COMPETIÇÃO: Copa do Nordeste (Quartas de Finais - Jogo de Volta)



JOGO: Bahia 3 X 0 Sergipe (SE)
DATA: Domingo, 02 de abril de 2017
LOCAL: Salvador-BA
ESTÁDIO: Arena Fonte Nova
JUIZ: Luiz César de Oliveira Magalhães (CE)
AUXILIARES: Anderson Moreira de Farias (CE) e Armando Lopes de Sousa (CE)
EXPULSÃO: Eduardo (Bah)
C. AMARELO: Éder e Tiago (Bah) e Bruno Henrique e Fabiano Tanque (Ser)
RENDA: R$ 128.212,00
PÚBLICO: 8.299 pagantes.
GOLS: Edson (2) e Edigar Junio (Bah)
BAHIA: Anderson; Eduardo, Tiago, Éder e Matheus Reis; Edson, Juninho e Régis (Edigar Junio); Zé Rafael (Lucas Fonseca), Allione (Diego Rosa) e Hernane.
TREINADOR: Guto Ferreira (Gordiola)
SERGIPE: Ferreira; Carlos Henrique, Júnior, Jairo e Max; Welton, Bruno Henrique (Mateuzinho), Davi Ceará (Calyson) e Élton; Hiago e Fabiano Tanque (Quirino).
TREINADOR: Betinho

OBSERVAÇÃO: Oitavo jogo do Bahia na Copa do Nordeste de 2017. Com esse resultado o Bahia se classificou para enfrentar o Leãozinho da Barra nas Semifinais da Copa do Nordeste de 2017.

Como já era esperado, foi confirmada a realização dos dois BA-VIs pela semifinais da Copa do Nordeste de 2017, quando com este triunfo sobre o Sergipe por 3 X 0, o Tricolor Baiano confirmou a sua classificação jogando na Arena Fonte Nova, local onde por ter feito mais pontos que seu adversário, fará a partida de volta. Os gols da partida foram marcados por Edson (duas vezes) e Edigar Junio.

O JOGO

O Bahia iniciou a partida pressionando os sergipanos, marcando no campo adversário, mas acabou se perdendo e viu o Sergipe assustar em alguns momentos. 

Aos 5 minutos, após boa troca de passes, Régis finalizou com perigo, para boa defesa do goleiro Ferreira.

Dando o troco Hiago recebe ótimo passe e fica na cara do gol. O atacante sergipano toca na saída do goleiro Anderson, mas Eduardo consegue cortar e evita o gol do Sergipe. 

E o Bahia respondeu com Zé Rafael que, fazendo boa jogada pela direita rolou para Hernane na pequena área, mas o zagueiro sergipano consegue cortar para escanteio antes do Brocador completar.

O primeiro tempo termina O X 0 e na saída dos jogadores para o vestiário, grande parte da  torcida tricolor presente no estádio vaia o time.

SEGUNDO TEMPO

No começo do segundo tempo, o Sergipe assusta com Hiago. O atacante recebe passe da direita e finaliza para grande defesa do goleiro Anderson.

Aos 5 minutos, em cobrança de falta, a defesa do Sergipe sai para tentar colocar os atletas do Bahia em impedimento e a bola sobra para o volante Edson, que domina e marca o gol tricolor, BAHIA 1 X 0.

Aos 17 minutos, após uma cobrança de escanteio, Hernane domina e ajeita para o volante Edson marcar o seu segundo na partida, BAHIA 2 X 0. 

Logo depois, aos 18 minutos, o lateral tricolor Eduardo inventa de fazer falta violenta em Hiago e recebe o cartão vermelho.

Aos 31 minutos, o atacante argentino Allione rouba a bola no campo de ataque do Bahia e chuta, mas o goleiro sergipano Ferreira faz uma grande defesa.

Pouco depois o atacante Edigar Junio que havia entrado no lugar do meia Régis, aproveitando uma sobra de bola de cruzamento da direita, fuzila a meta do goleiro Ferreira marcando o terceiro gol do tricolor e dando números finais a partida, BAHIA 3 X 0.

Porem o Sergipe não se entrega e aos 44 minutos Hiago faz boa jogada e toca para Matheuzinho que chuta para fora em grande perigo.

VÍDEOS:



FOTOS:

terça-feira, 28 de março de 2017

JOGO 5004

PARTIDA NUM.: 5004
COMPETIÇÃO: Copa do Nordeste (Quartas de Finais - Jogo de Ida)



JOGO: Bahia 4 X 2 Sergipe (SE)
DATA: Quarta-feira, 29 de março de 2017
LOCAL: Aracaju-SE
ESTÁDIO: Lourival Baptista (Arena Batistão) 
JUIZ: Renan Roberto de Souza (PB)
AUXILIARES: Luis Filipe Gonçalves Corrêa (PB) e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (PB)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Hernane (Bah) e Ferreira (Ser)
RENDA: R$ 121.365,00
PÚBLICO: 7.180 pagantes
GOLS: Hernane, Zé Rafael, Matheus Reis e Régis (Bah) e Élton e Fabiano Tanque (Ser)
BAHIA: Anderson; Eduardo, Tiago, Éder e Matheus Reis; Edson, Juninho e Régis (Renê Júnior); Zé Rafael (Edigar Junio), Allione e Hernane.
TREINADOR: Guto Ferreira (Gordiola)
SERGIPE: Ferreira; Sorriso, Jonas, Carlos Alexandre e Vicente; Welton (Bruno Henrique), Calyson e Élton; Mateus (Fabiano Tanque), Filipe Ribeiro (Davi Ceará) e Hiago.
TREINADOR: Betinho

OBSERVAÇÃO: Sétimo jogo do Bahia na Copa do Nordeste de 2017. O tricolor da Boa Terra abriu boa vantagem sobre o Sergipe na partida de ida das quartas de final da Copa do Nordeste de 2017. Jogando em Aracaju, o Tricolor de Aço venceu o clube sergipano por 4 a 2 e deu um passo importante para sua classificação para as semifinais da competição.

O JOGO

A partida começou movimentada e as duas equipes se revezavam no campo de ataque, sempre buscando o gol de abertura do placar. Não demorou e o gol saiu aos 25 minutos. Élton cobrou uma falta com categoria e colocou o Gipão sergipano  em vantagem. SERGIPE 1 X 0.

A alegria da torcida sergipana, no entanto, não durou muito, já que apenas três minutos mais tarde, o jogador Régis foi derrubado dentro da área e o juiz da partida marcou pênalti para o Tricolor. Hernane Brocador cobrou com tranquilidade e deixou tudo igual. SERGIPE 1 X 1 BAHIA. E assim terminou a primeira etapa.

SEGUNDO TEMPO

Na segunda etapa, o Bahia conseguiu abrir vantagem e praticamente encaminhou a vitória. Aos 14 minutos, em uma linda trama do ataque tricolor, que contou com participações de Allione, Eduardo e Régis, o atacante Zé Rafael completou para o gol desempatando a partida, SERGIPE 1 X 2 BAHIA.

Apenas dois minutos mais tarde, Matheus Reis foi lançado em velocidade, invadiu a área e bateu. Ferreira fez a defesa, mas o próprio Matheus Reis pegou o rebote e marcou o terceiro, SERGIPE 1 X 3 BAHIA.

E aos 30 minutos, Régis aproveitando uma boa jogada de Edigar Junio  não perdoou e marcou o quarto do Bahia, SERGIPE 1 X 4 BAHIA.

Entretanto o Gipão sergipano não se entregou e diminuiu no último minuto do tempo normal, quando Calyson chutou para o gol tricolor, a bola bateu no zagueiro Tiago e sobrou para Fabiano Tanque descontar dando números finais a partida, SERGIPE 2 X 4 BAHIA.

VÍDEO:

FOTOS:

domingo, 26 de março de 2017

JOGO 5003

PARTIDA NUM.: 5003
COMPETIÇÃO: Campeonato Baiano (Primeira Fase)



JOGO: Bahia 0 X 0 Flamengo de Guanambi (BA)
DATA: Domingo, 26 de março de 2017
LOCAL:  Guanambi-BA
ESTÁDIO:  2 de Julho (Coelhão)
JUIZ: Emerson Ricardo de Almeida (BA)
AUXILIARES: José Carlos Oliveira dos Santos (BA) e Edevan de Oliveira Pereira (BA)
EXPULSÃO: Joadson (Fla)
C. AMARELO: Matheus Sales, Renê Júnior e Juninho Capixaba (Bah) e Deon, Jô, George, Joadson e Rafael (Fla) 
RENDA: 
PÚBLICO: 
BAHIA: Anderson; Wellington Silva, Lucas Fonseca, Rodrigo Becão e Juninho Capixaba; Matheus Sales, Renê Júnior e Diego Rosa (Feijão); Maikon Leite (Mário), Edigar Junio (Kaynan) e Gustavo.
TREINADOR: Guto Ferreira (Gordiola)
FLAMENGO: Pavão, George (Dalmar), Edvan, Teles e Joadson; Galhardo, Eduardo e Diego Recife (Gabriel); Rafael, Josy (Jô) e Deon.
TREINADOR:  Fernando Dourado

OBSERVAÇÃO: Oitavo jogo do Bahia no Campeonato Baiano de 2017. O Bahia perdeu a chance de retomar a vice-liderança do Baianão 2017 ao empatar sem gols em Guanambi com um time totalmente reserva.

Na opinião do Blog o Bahia complicou e muito a sua situação no Baianão 2017 com este resultado em Guanambi contra o Flamengo local. O técnico Guto Ferreira cometeu um erro tremendo subestimando o Flamengo e enviando um time incapaz de trazer uma vitória para Salvador, permitindo assim que o Rubro-Negro do lixão aumentasse ainda mais a sua diferença em pontos para o tricolor, e ao mesmo tempo perdendo a segunda posição na tabela para o Fluminense de Feira. Com este resultado, o Esquadrão de Aço chegou aos 18 pontos ganhos no campeonato e desperdiçou a chance de ultrapassar o Fluminense de Feira, que agora tem 20, e de pelo menos manter a diferença para o Rubro-Negro, que agora passou a ser de 6 pontos (18 a 24).

O JOGO

O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio. Chances claras de gol, somente uma de cada lado.

Aos 18 minutos, o Tricolor teve sua oportunidade de abrir o marcador. Edigar Junio fez bom lançamento para Gustavo mas, na área, o atacante chutou para fora.

Já o Flamengo respondeu aos 40. Josy recebeu livre, invadiu a área e chutou rasteiro. Com os pés, Anderson defendeu e evitou o gol.

SEGUNDO TEMPO

O panorama do segundo tempo foi o mesmo. Sem lances de perigo, o confronto terminou em empata sem gols.

VÍDEO:

FOTO:

terça-feira, 21 de março de 2017

JOGO 5002

PARTIDA NUM.: 5002
COMPETIÇÃO: Copa do Nordeste (Primeira Fase - Jogo de Volta)



JOGO: Bahia 2 X 0 Fortaleza (CE)
DATA: Quinta-feira, 22 de março de 2017
LOCAL: Salvador-BA
ESTÁDIO: Arena Fonte Nova
JUIZ: Pablo dos Santos Alves (PB)
AUXILIARES: Tomaz Diniz de Araújo (PB)e José Maria de Lucena Netto (PB)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Edson e Allione (Bah)  e Ligger (For)
RENDA: R$ 51.516,50
PÚBLICO: 5.151 pagantes
GOLS: Juninho e Edigar Junio (Bah)
BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Éder e Matheus Reis; Edson (Renê Júnior), Juninho e Régis; Zé Rafael (Edigar Junio), Allione e Hernane. 
TREINADOR: Guto Ferreira (Gordiola)
FORTALEZA: Matheus; Eduardo (Juninho Potiguar), Del’Amore, Ligger e Allan Vieira; Felipe, William Schuster, Gastón e Cassio Ortega (Patuta); Vinícius Baiano (Bruninho) e Gabriel Pereira.
TREINADOR: Édson Borges (auxiliar)

OBSERVAÇÃO: Sexto jogo do Bahia na Copa do Nordeste de 2017. Diante de um Fortaleza reserva e sem ambições na Copa do Nordeste, o Bahia não correu riscos e venceu na Arena Fonte Nova o adversário cearense por 2 a 0. Juninho e Edigar Junio, no retorno ao time marcaram os gols do triunfo tricolor.

Com a vitória, o Tricolor foi aos 14 pontos ganhos e avançou às quartas de final com a melhor campanha da competição, na liderança do Grupo B. O adversário do time baiano na próxima fase foi conhecido através de sorteio na sexta-feira (24/03) e será o Sergipe-SE.

O JOGO

Com o time todo reserva e sem o treinador, que ficou com os titulares na Capital cearense, o Fortaleza não levou perigo ao Bahia no primeiro tempo. Sem tomar conhecimento, o time baiano foi pra cima e só não goleou pelas chances desperdiçadas.

Aos 19 minutos, Régis limpou adversário fora da área e tentou o chute colocado. A bola passou muito perto da trave.

Aos 26, Edson recebeu cruzamento na área, chutou forte e exigiu bela defesa de Matheus.

Mas, aos 38, o goleiro do Leão do Pici não conseguiu evitar. De longe, Juninho acertou um lindo chute no ângulo para abri o placar na Arena. BAHIA 1 X 0.

Aos 40, o Tricolor desperdiçou sua melhor oportunidade. Régis invadiu a área, driblou o goleiro Matheus, mas, sem goleiro, chutou por cima do gol.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, porém, o Bahia marcou mais um. Aos 26 minutos, no retorno ao time, Edigar Junio recebeu passe na área e tocou no canto de Matheus para ampliar e fechar o placar, BAHIA 2 X 0.

E o Tricolor Baiano poderia fazer mais. Aos 43 minutos, Edigar Junior pegou mais uma de esquerda, mas, desta vez, mandou rente à trave. O Fortaleza aceitou a marcação e acabou sendo eliminado.

VÍDEO:

FOTOS:

terça-feira, 14 de março de 2017

JOGO 5001

PARTIDA NUM.: 5001
COMPETIÇÃO: Campeonato Baiano (Primeira Fase)



JOGO: Bahia 3 X 0 Galícia (BA)
DATA: Sábado, 18 de março de 2017
LOCAL:  Salvador-BA
ESTÁDIO:  Arena Fonte Nova
JUIZ: Ricarle Gustavo Gonçalves Batista (BA)
AUXILIARES: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Jucimar dos Santos Dias (BA)
EXPULSÃO: Adalto (Gal)
C. AMARELO: Hernane (Bah) e Marcelo Sabino, Hugo e Adalto (Gal) 
RENDA: 
PÚBLICO: 
GOLS: Lucas Fonseca, Allione e Régis (Bah)
BAHIA: Jean; Wellington Silva, Tiago (Lucas Fonseca), Éder e Matheus Reis; Edson, Juninho, Régis e Zé Rafael (Maikon Leite); Allione e Hernane (Gustavo).
TREINADOR: Guto Ferreira (Gordiola)
GALÍCIA: Hugo; Iago Ribeiro, Elson Baiano, Gustavo Rambo, Lucas (Murilo) e Adalto; Edson Magal, Rogério Xodó, Tácio (André Luiz) e Nelinho; Marcelo Salino.
TREINADOR: Dênis Alves

OBSERVAÇÃO: Sétimo jogo do Bahia no Campeonato Baiano de 2017. Em um jogo aberto e cheio de chances para os dois lados, o Bahia superou o Galícia em confronto válido pela 8ª rodada do Campeonato Baiano. O Esquadrão de Aço bateu o Granadeiro, que está ameaçado de rebaixamento, por 3 a 0, com gols de Lucas Fonseca, Allione e Régis, mas o que chamou a atenção foi a péssima atuação do atacante Hernane, que perdeu um pênalti de forma irresponsável e acabou deixando o campo de jogo vaiado pela torcida tricolor.

A vitória manteve a invencibilidade do Bahia, que assumiu a vice-liderança do estadual, igualando o número de pontos do Fluminense e superando os feirenses no saldo de gols. Já o Galícia manteve a lanterna do estadual e precisará de um milagre para escapar da degola.

O JOGO

Bahia e Galícia fizeram um primeiro tempo movimentado e de muitas chances para os dois lados. O Esquadrão dominou as ações e esteve perto de abrir o placar com Edson, que aproveitou escanteio cobrado por Régis e cabeceou para o gol, mas a bola bateu na trave.

Aos 25, Hernanes teve a chance de tirar o zero do placar ao ser encarregado de bater um pênalti par o Bahia. O Brocador, no entanto, foi displicente e tentou a famosa ‘cavadinha’, com o goleiro Hugo defendendo com facilidade no meio do gol. Na sequência, o camisa 9 pasou a ser vaiado pela torcida tricolor na Fonte Nova.

A grande chance do Galícia veio aos 32 minutos, em lance que o Granadeiro conseguiu linda troca de passes e a bola chegou em Nelinho, que fez fila na defesa tricolor mas falhou na finalização, chutando em cima de Jean.

Aos 41 minutos, quando tinha acabado de entrar no lugar do lesionado Tiago, Lucas Fonseca abriu o placar, O criticado zagueiro aproveitou falta cobrada por Juninho e mando de peito para as redes do goleiro Hugo: BAHIA 1 a 0.

SEGUNDO TEMPO

A partida continuou aberta na segunda etapa, com o Bahia quase ampliando já aos dois minutos de jogo. Em boa trama pelo meio, Allione serviu Régis, que tento de pé direito mas parou no goleiro Hugo. No rebote, Allione chutou forte mas mandou para fora.

A chance seguinte foi de Hernane, aos cinco, quando o atacante aproveitou rebote na área, antecipou o defensor mas mandou por cima da meta.

Aos 21, Hernane ainda teve mais uma chance de se redimir antes de ser substituído, mas voltou a falhar. O camisa 9 recebeu na área e tentou limpar a marcação antes de bater, mas o zagueiro conseguiu cortar mais uma boa chance do Esquadrão.

Na sequência da jogada Hernane foi substituído por Gustavo e mostrou descontentamento, se recusando a cumprimentar os companheiros e deixando o campo de jogo vaiado pela torcida tricolor presente na Fonte Nova.   

Pouco depois da saída de Hernane o Bahia deslanchou a fazer gols. Primeiro, Allione ensinou ao ‘Brocador’ como se bate um pênalti e mandou uma bomba para ampliar o placar aos 29 minutos: BAHIA 2 a 0, em lance que o Galícia acabou ficando com um jogador a menos

Após erro da defesa do Galícia em saída de bola, um minutos depois, Régis recebeu de frente para o gol e também deu aula a Hernane, tocando por baixo do goleiro para fazer mais um: BAHIA 3 a 0.

‘Gustavo’, que entrou no lugar de Hernane, ainda teve grande chance de marcar aos 40 minutos. Régis fez fila na defesa do Galícia e tocou para o centroavante, que mesmo sem goleiro perdeu a chance de marcar, acertando o defensor na hora da conclusão.

VÍDEOS:



FOTOS:

sábado, 11 de março de 2017

JOGO 5000

PARTIDA NUM.: 5000
COMPETIÇÃO: Copa do Nordeste (Primeira Fase - Jogo de Volta)




JOGO: Bahia 4 X 0 Moto Club (MA)
DATA: Domingo, 12 de março de 2017
LOCAL: São Luís-MA
ESTÁDIO: Governador João Castelo (Castelão) 
JUIZ: José Ricardo Vasconcellos Laranjeira (AL)
AUXILIARES: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (AL) e Brigida Cirilo Ferreira (AL)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Felipe Dias (MoC)
RENDA: R$ 27.120.00
PÚBLICO: 2.516 pagantes
GOLS: Hernane (2) e Regis (2) (Bah)
BAHIA: Jean; Eduardo, Éder, Tiago e Armero; Edson, Juninho, Régis (Renato Cajá) e Allione (João Paulo); Zé Rafael (Diego Rosa) e Hernane.
TREINADOR: Guto Ferreira (Gordiola)
MOTO CLUB: Ruan; Tote, Ozéia, Wanderson e Chico Bala; Diego Teles (Júnior Juazeiro), Curuca (Esdras), Tony Galego e Válber; Vinicius Paquetá e Eduardo (Felipe Dias).
TREINADOR: Marcelo Villar

OBSERVAÇÃO: Quinto jogo do Bahia na Copa do Nordeste de 2017. Nesta partida o Bahia selou a classificação antecipada para a próxima fase da Copa do Nordeste. O Tricolor Baiano garantiu a vaga ao golear o Moto Club, por 4 a 0, no Estádio Castelão, em São Luís, pela quinta rodada da primeira fase. Hernane, duas vezes, e Régis anotaram os gols da partida.

O Bahia se garantiu na próxima fase ao chegar aos onze pontos, quatro a frente do Fortaleza, segundo colocado, que tropeçou no início da rodada.

O JOGO

Debaixo de muito sol, o duelo começo quente, com boas chances de gol para os dois lados. Logo aos 14 minutos, Hernane bateu cruzado e exigiu boa defesa de Ruan. No rebote, a bola sobrou com Régis, que mandou para fora. A resposta dos donos da casa veio em contra-ataque com Chico Bala. Ele arrancou, finalizou forte, mas parou em Jean.

No meio do calor do jogo, o Bahia teve mais qualidade na finalização e abriu o placar aos 26 minutos, aproveitando os espaços deixados pelo adversário. Hernana apareceu entre os zagueiros e desviou de cabeça cruzamento de Armero pelo lado esquerdo, BAHIA 1 X 0.

O Tricolor se manteve em cima e ampliou aos 30. Régis recebeu de Hernane, invadiu a área, ajeitou o corpo e finalizou rasteiro, sem chances de defesa para Ruan, BAHIA 2 X 0.

Os maranhenses erraram em demasia e não ofereceram resistência para os baianos, que fizeram o terceiro gol ainda no primeiro tempo. Em outra boa troca de passes, Allione acionou Hernarne, que se esticou para desviar com a ponta da chuteira e marcar aos 43 minutos, BAHIA 3 X 0.

SEGUNDO TEMPO

Na segunda etapa da partida, o Moto Club tentou voltar com uma nova postura, mais agressivo, tentando reagir. Nos primeiros minutos, Galego aproveitou cruzamento pela direita, testou firma, mas Jean fez grande defesa. Os donos da casa, no entanto, deixaram espaço. Régis e Tiago tiveram oportunidades claras para marcar, mas não superaram Ruan, que fez duas grandes defesas.

Jean, goleiro do Bahia, se tornou o principal destaque da segunda etapa. O camisa 1 baiano fez outras duas grandes defesas em cabeçadas de Chico Bala e conseguiu manter o zero no placar. Enquanto o goleirão segurava as pontas na defesa, Régis garantiu a goleada do Tricolor no ataque. Em outra boa troca de passes, Régis recebeu de João Paulo na entrada da área e bateu com categoria, no ângulo esquerdo de Ruan. finalizando assim o placar da partida, BAHIA 4 X 0.

VÍDEOS:

FOTOS:

segunda-feira, 6 de março de 2017

JOGO 4999

PARTIDA NUM.: 4999
COMPETIÇÃO: Copa do Brasil (Segunda Fase)



JOGO: Bahia 0 X 2 Paraná Clube (PR)
DATA: Quarta-feira, 08 de março de 2017
LOCAL:  Curitiba-PR
ESTÁDIO: Estádio Durival Britto e Silva (Vila Capanema)
JUIZ: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
AUXILIARES: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
EXPULSÃO: Renatinho (Par)
C. AMARELO: Zé Rafael (Bah) e Renatinho e Alex Santana (Par) 
RENDA: R$ 182.414,00
PÚBLICO: 8.366 pagantes e 9.481 de publico total
GOLS: Eduardo Brock e Renatinho (Par)
BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Armero; Renê Júnior (Gustavo), Édson, Régis (Renato Cajá), Diego Rosa e Zé Rafael (Maikon Leite); Hernane.
TREINADOR: Guto Ferreira (Gordiola)
PARANÁ: Léo; Júnior, Airton, Eduardo Brock e Igor; Gabriel Dias (Leandro Vilela), Alex Santana, Diego Tavares (Bruno Cantanhede), Renatinho e Matheus Carvalho (Guilherme Biteco); Ítalo.
TREINADOR: Wágner Lopes

OBSERVAÇÃO: Segundo jogo do Bahia na Copa do Brasil de 2017. Em partida marcada inicialmente para o dia 22/02 e adiada, jogando em Curitiba pela Segunda Fase da Copa do Brasil de 2017, o Tricolor da Boa Terra foi derrotado pelo Paraná Clube por 2 X 0, sendo assim eliminado desta competição nacional. Os gols foram marcados pelos jogadores Eduardo Brock e Renatinho.

O JOGO

Mesmo jogando fora de casa, o Bahia começou no ataque em busca do primeiro gol. Tanto que logo aos três minutos, assustou a torcida adversária quando Régis encontrou Zé Rafael na área, que chutou cruzado mas a bola passou rente a trave antes de sair pela linha de fundo. A resposta do Paraná veio minutos depois. Aos 7, Renatinho fez grande jogada e tocou para Ítalo, que chegou batendo porém a bola explodiu na zaga e saiu por cima do gol.

A partir daí, o ritmo da partida caiu um pouco. Enquanto os donos da casa tinham a maior posse de bola e chegavam com mais perigo, o visitante tentava responder em jogadas rápidas. Mas a melhor chance foi mesmo pelos lados do Paraná. Aos 28 minutos, após um escanteio, Gabriel Dias apareceu na área e de cabeça, quase abriu o placar. Nos minutos finais, os dois times foram para o tudo ou nada, mas o primeiro tempo acabou mesmo empatado sem gols.

SEGUNDO TEMPO

Precisando da vitória para avançar, o Paraná voltou do intervalo com tudo. Tanto que logo aos 5 minutos abriu o placar, quando Renatinho cruzou na área e Eduardo Brock ganhou do zagueiro, para de cabeça marcar o primeiro gol do jogo. Na sequência, o Bahia conseguiu responder com Zé Rafael, após uma bela jogada, mas o atacante chutou por cima do gol e o goleiro Léo só olhou a bola sair.

Depois disso, o Bahia foi para cima em busca do empate para seguir com chances de classificação. Mas em um contra-ataque, acabou levando o segundo gol. Aos 38 minutos, após cruzamento na área, Itálo cabeceia na trave. Renatinho pegou a sobra e só teve o trabalho de mandar a bola para a linha de fundo. Até por conta disso, o jogo terminou mesmo com a vitória dos donos da casa por 2 a 0.

VÍDEO:


FOTOS: